domingo, 9 de abril de 2017

Você Não Precisa Andar na Escuridão


Depois disso, saiu, viu um publicano, chamado Levi, sentado na coletoria de impostos e disse-lhe: Segue-me! E, levantando-se, ele deixou tudo e o seguia.
(Lucas 5: 27 e 28)

Muitas pessoas buscam seu próprio caminho e insiste em andar nele. Sua vida é tenebrosa e escura. Não há luz. As coisas com ele nunca são claras, vive sempre mergulhado na ambiguidade e na penumbra. Pode até brilhar, mas é um brilho artificial. O combustível que o alimenta é a vaidade, o orgulho e o egoísmo.

O problema não é somente o que faz, mas essencialmente o que é. Existem sombras no seu interior. Não é capaz de compreender-se a si mesmo. Vive confuso, nervoso e acaba machucando e tornando infelizes as pessoas que o rodeiam.

No livro de Provérbios está escrito: O caminho dos perversos é como a escuridão nem sabem eles em que tropeçam (Pv. 4: 19)

O verso diz que os perversos “nem sabem em que tropeçam.” Não conseguem identificar a causa de seus problemas e em conseqüência, não encontram solução.

O perverso segue um caminho. Acha que o caminho que escolheu é o melhor. Confia nos seus sentimentos, nos seus conceitos e preconceitos. Endeusa a razão.

Na sua vida não há lugar para a fé. Olha aos que exercem a fé como pessoas ingênuas, crédulas demais para viver num mundo de ciência e tecnologia.

Escuridão não é símbolo de paz nem de felicidade. Sombras são assustadoras e uma vida rodeada delas é necessariamente uma vida de medo. Para quem não conhece a Jesus, só existem duas maneiras de enfrentar o medo: Fugir ou agredir. Por trás de uma pessoa agressiva, frequentemente se esconde uma pessoa medrosa.

Este é um dia de decisão. Viver na luz ou nas sombras. Eis a questão. Viver na luz é ser. Escolher as sombras leva ao não ser. Se você não é, não vive. Sobrevive. Apenas isso, mas a vida que Jesus oferece é muito mais do que isso.

(Lucas 5: 27 e 28) - Depois disso, saiu, viu um publicano, chamado Levi, sentado na coletoria de impostos e disse-lhe: Segue-me! E, levantando-se, ele deixou tudo e o seguia.

Por que seguimos a Cristo? - Seguimos a Cristo porque, Ele é a própria vida; porque temos esperança de que sua palavra é infalível. O seu amor diferente do amor do mundo inteiro não pode ser manipulado, desestabilizado, não diminui, não aumenta, é constante. Ele nos aceita com nossas mazelas e fragilidades, somente Ele entende e responde nossas maiores crises e nos faz ver um Reino de maravilhas já entre nós.

Mas para quê? Para que seguir a Cristo? - Para que não andemos mais em trevas, mas tenhamos a luz da vida em nós (João 12:26).

Abra o seu coração a Jesus. Deixe entrar a luz. Ilumine o mundo ao seu redor. Aconteça.

Caminhe na luz sabendo que sua vida está nas mãos de alguém que não conhece derrota. Não siga suas próprias regras. Não escolha seus próprios valores. Seja sensível aos ensinamentos divinos, por que: “O caminho do perverso é como a escuridão, nem sabem eles em que tropeçam.”

Pr. Alejandro Bullón

https://www.facebook.com/estudodiarioonline/posts/497172310406685:0

segunda-feira, 3 de abril de 2017

A Mentira Atribuída à Verdade


Estas são as coisas que deveis fazer: Falai a verdade cada um com o seu próximo; executai juízo de verdade e de paz nas vossas portas.

E nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu próximo, nem ameis o juramento falso; porque todas estas são coisas que eu odeio diz o Senhor.(Zacarias 8:16,17)


O famoso ator Paulo Gracindo (Já falecido)deu vida ao antológico prefeito de Sucupira, Odorico Paraguaçu, na novela "O Bem-Amado", exibida pela rede Globo em 1973.

O prefeito Odorico era famoso pelas frases bizarras que pronunciava, tipo; "Vai ter uma confabulância politico-sigilista sobre as nossas candidaturas".

Mas ele também gostava de citar frases suas e para dar credibilidade, costumava atribuir a personagens famosos da história, tipo;

- "Como diria o rei dos persas, Dario Peito de Aço, pra cada problemática tem uma solucionática".

E quando alguém interpelava perguntando.

- Coronel, o Rei Dario falou isso mesmo?

Odorico respondia em cima da bucha!

- Se não disse deveria ter dito.

Pensava sobre isso ao me lembrar que 1º de Abril, as pessoas costumam dizer que é o dia da mentira, para aqueles que têm o temor do Senhor, não existe dia para mentir, já que a Bíblia nos recomenda, como no texto de Zacarias que lemos, sempre falar a verdade, além de que a palavra de Deus nos assevera que o pai da mentira é o diabo.

A questão é que por mais que Deus abomine a mentira, através da história , bem como em nossos dias, muitas tem sido as mentiras contadas pelos homens e atribuídas a Deus. Assim como Odorico apelava para os famosos da história para corroborar seus desvarios, muitas pessoas tem apresentado as suas mentiras e apelado para o nome de Deus, para dar suporte as suas insanidades.

Matam, roubam, enganam, seduzem e tantas outras atrocidades e todas em nome de Deus, por essa razão temos tantas pessoas decepcionadas com Deus, porque o nome dele foi usado indevidamente.

Como podemos nos prevenir para não ser enganado? Fico pensando, já imaginaram se Odorico falasse essa baboseira perto de alguém que tivesse um minimo de conhecimento da história e do seu próprio tempo, saberia que "Dario peito de aço", era o famoso jogador de futebol da época, conhecido como Dadá maravilha e que provavelmente o Rei Dario que governou o império Persa de 550 a.C. — 486 a.C., cognominado o Grande, jamais disse essa bizarra frase.

Então quando alguém chegar trazendo uma mensagem dizendo ser de Deus, verifique se condiz com a verdade da sua palavra, senão meus amados, são apenas mentiras atribuídas Aquele que ama a verdade.

Que Deus nos abençoe e nos dê sabedoria.

Sebastião sena

segunda-feira, 27 de março de 2017

Metamorfose de Vidas


Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;

E vos renoveis no espírito da vossa mente;

E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.

Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.

Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.

Não deis lugar ao diabo.

Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.

Efésios 4:22-28


Porcaria de Ladrão

Foi em Goiás, numa cidade do interior, próximo a Ceres. Um fazendeiro que não gostava de crente e que nunca permitira que ninguém lhe falasse de Jesus, sem saber, contratou os serviços de um evangélico, que antes de se converter a Cristo era ladrão.

No entanto, num episódio de fraqueza, o ex-ladrão voltou às escondidas à fazenda e roubou uma porca do fazendeiro, mas, não conseguiu dormir aquela noite, pois, o Espírito Santo inquietou sua consciência e, logo de manhã, ele foi se aconselhar com seu pastor, que exigiu, como prova de sua sinceridade, que ele voltasse à fazenda, confessasse seu delito e reparasse o dano, pagando o fazendeiro com dinheiro ou serviço.

Apesar de querer muito reparar aquela situação, o rapaz tinha medo da reação do fazendeiro, pois ele era arrogante, estúpido e violento. Demorou quase uma semana, mas, finalmente, no domingo seguinte, ele criou coragem e voltou à fazenda.

– O que o traz aqui assim tão cedo, meu amigo?

– Vim lhe confessar um crime.

– Que crime rapaz?

– Depois que o senhor me pagou aquele último serviço, eu voltei aqui na fazenda e roubei uma porca. O senhor não sabe, mas, desde bem cedo na vida fui um ladrão, mas, agora sou crente e não posso mais fazer isso. Não tenho dinheiro para lhe pagar, mas posso pagá-lo com serviço, e garanto-lhe não vou nunca mais mexer nas suas coisas ou de qualquer outra pessoa.

O fazendeiro demorou alguns segundos para entender o que o rapaz havia acabado de lhe falar, mas, logo depois gritou:

– Mulher, chame nossos filhos e venham aqui, todos vocês.

O rapaz achou que iria levar a maior surra de sua vida, pois os filhos do fazendeiro eram uns rapazes muito fortes e, como o pai, também violentos.

Quando eles chegaram, o fazendeiro ordenou:

– Moço, eu devo admitir que você tem coragem. Faça o favor, repita para meus filhos e para minha mulher tudo o que você acabou de me falar.

E o rapaz repetiu. Se tremeu na primeira vez, agora, então, nem se fala. Sua voz mal saía da garganta.

– É isso que é ser crente, moço?

– Rss…

Mas, para sua surpresa, o fazendeiro falou:

– Ser crente é ter coragem de confessar o próprio erro e se propor a reparar o prejuízo? Se é isso que é ser crente, eu, minha esposa e meus filhos também queremos ser crentes. Como é que a gente faz pra ser crente?

Todos eles se converteram e o temido fazendeiro tornou-se um dos mais influentes pregadores do evangelho daquele rincão.

Quanto à porca? Bem, o fazendeiro ficou tão feliz com Jesus que disse para o rapaz:

– Quanto à porca, fica de presente, irmão!

http://www.sitedopastor.com.br/porcaria-de-ladrao/

Essa ilustração retrata de forma bem clara a transformação que deve acontecer na vida daqueles que se propõe a seguir a Cristo, não dá pra ser um seguidor de Jesus Cristo e continuar nas velhas praticas, é incoerente se dizer Cristão e não ter uma nova vida.

O Apostolo Paulo deixa isso bem claro na carta aos Efésios, ele fala de um novo homem, ou seja uma nova criatura surge, com novas praticas e novos costumes, antes um ser dominado pelo pecado, agora surge um novo ser, conduzido pelo Espirito Santo de Deus.

Que não mais se sente confortável nas velhas praticas, então se você se diz Cristão, reveja os seus velhos conceitos e praticas pecaminosas e renasça para uma nova vida com Cristo.

Que Deus nos abençoe

Sebastião Sena

sábado, 4 de março de 2017

O Gato que Parece Crente e o Crente que Parece Gato


Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória. Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; (Colossenses 3:1-6) 

Certo dia um gato andava pela região onde havia uma igreja. Ele foi se achegando e avaliando se ali haveria um lugar para ele, pois estava sem um lugar seguro para passar a noite. Como a porta da igreja estava aberta e ninguém que lhe oferecia perigo estava por ali, o gato entrou calmamente. Deu uma volta pelo ambiente, olhou em todas as direções e ficou por ali, pois gostou muito do local, o local era tranquilo e lhe parecia muito bom para passar a noite. 

Aos poucos as pessoas iam entrando na igreja e logo muitos faziam carinho no gato, davam comida a ele, conversavam com ele, brincavam com ele. 
Logo o gato ficou amigo de todos e estava presente todos os dias naquela igreja. 
Não tinha uma reunião em que o gato não estava. 

O tempo passou e já fazia alguns meses que o gato estava ali naquela igreja. Ele não saia dali. Estava sempre presente. 
Um dia, o pastor da igreja, observando o gato dia após dia, resolveu compartilhar sobre ele em um dos cultos da igreja. 

– Quantos já viram aquele gatinho bonitinho que sempre está aqui em nossa igreja? 

Quase todos levantaram as mãos, pois o gatinho era tão bonitinho que fazia muito sucesso por ali. 

O pastor, então, continuou: 

– Vocês acham que esse gato é um gato crente? 

A igreja toda estranhou a pergunta, mas ficou em silêncio enquanto o pastor seguia com o sermão. 

– Pois é, irmãos, faz alguns meses que esse gato está vindo aqui na igreja. Ele está em todas as reuniões que fazemos. Observando-o, percebi que ele até parece um gato crente. 

Mas será que esse gato é um gato dedicado a Deus? 

A igreja sem entender nada permanecia em silêncio. O pastor continuou: 

– Vejamos se esse gato é crente, pois ele está todos os dias na igreja, não é verdade?!: 

– O gato tem uma vida de oração? Não! 

– O gato lê a Bíblia diariamente? Não! 

– O gato evangeliza as pessoas? Não! 

– O gato contribui para a obra de Deus? Não! 

– O gato é um intercessor? Não! 

A igreja, então, em silêncio aguardava a conclusão do pastor. 

– Pois é, irmãos, muitas vezes somos como esse gato. Estamos na igreja, frequentamos, até parece que somos crentes por estar em lugares que crentes estão, mas, de verdade, como o gato, não somos crentes dedicados ao Senhor. 

Somos apenas como gatos que parecem crentes. 


Meus queridos ao ler esta reflexão, fiquei a pensar, aquele gato não era cristão, ele apenas se acomodou a uma situação que lhe era confortável, e assim que aparecesse outra situação confortável para ele, o gatinho poderia ir embora. 

Ao pensar no período que estamos vivendo, podemos ver quantas pessoas que se dizem cristãos. portanto seguidores de Cristo e o texto de Colossenses que acabamos de ler, nos diz que se você ressuscitou com Cristo, deve buscar as coisas de cima e não da terra, que como seguidor de Cristo você deve mortificar o seu corpo para o pecado. 

Vem então a pergunta; Você hoje é Cristão? 
Ou você é gata ou gato que frequenta uma igreja Cristã? 

Que Deus nos abençoe 

Sebastião Sena

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Vidas Transformadas


“Cristo pode mudar o homem” Um pregador entusiasmado falava em praça pública a um grande número de ouvintes. Como muitas vezes acontece, um escarnecedor ousadamente interrompeu-o dizendo: 

- Pregador, o seu Cristo pode fazer tanta coisa como você está dizendo, mas não pode mudar a roupa deste mendigo que está ao seu lado. 

O pregador, sem se perturbar, respondeu: 

- Realmente. Nisto o senhor tem razão. Cristo não está preocupado em mudar a roupa deste mendigo ao meu lado, mas Cristo pode mudar o mendigo que está dentro dessa roupa. 


"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram: eis que tudo se fez novo" (2 Co 5.17). 

Mais uma vez nosso país está envolvido em um clima de euforia, onde muitas pessoas estarão se entregando às momentos de extrema folia e um desenfreado comportamento irreverente. 

Ano após ano tem sido assim e por incrível que pareça, as pessoas não se dão conta de como vivem de forma repetitiva controladas por um sistema. Sempre cumprindo um calendário regulado muitas vezes por interesses lucrativos e capitalistas. 

Esse sistema chamado mundo traz em suas entrelinhas a ditadura de um comportamento pecaminoso onde tudo é permitido até que seja proibido e Deus que fique fora disso, pois não cabem seus ensinamentos nessa hora de folia. 

Mas se alguém está em Cristo vive em novidade de vida, não pertence mais ao reino das trevas, é transportado para o reino da luz. Antes estava debaixo da autoridade de satanás, depois passa a fazer parte do reino e autoridade de Jesus. 

Todas as pessoas que verdadeiramente abriram seus corações a Jesus e sujeitaram-se aos ensinos do mestre, tiveram suas vidas transformadas, saíram de uma condição de trevas e tornaram-se luz para o mundo, ou seja, passaram a ser novas criaturas. “Uma nova criatura não pode viver no pecado, sendo escravo do pecado.” 

Quando Jesus conversa com Nicodemos, Ele nos dá um dos maiores exemplos de novo nascimento, pois Nicodemos era fariseu, religioso, mas precisava nascer de novo, ser uma nova criatura. A mulher samaritana passa por esse processo de novo nascimento e tem seus pecados confrontados, e testemunha de Jesus a outras pessoas. 

Vida transformada é andar justificado do pecado. Jesus sofreu a condenação por meus pecados. Se Ele morreu no meu lugar estou justificado, cumpri a Lei; então, porque aceitar as imposições do pecado e ser escravo? O Sangue do Cordeiro de Deus me purifica de todo o pecado! Vida transformada é viver para Deus. 

Viver para Deus é tornar-se inseparável, meu maior prazer é alegrar o coração do Pai e cumprir Seus Mandamentos. Vida transformada é viver debaixo da Graça. Favor imerecido, eu estava morto para Deus, mas aceitei o Seu favor, por meio de Jesus e passei a andar na novidade da abundante Graça de Deus! 

Somos chamados para nos tornamos propriedade exclusiva de Deus, para vivermos as virtudes daquele que nos chamou (Jesus) das trevas para a sua maravilhosa luz. 

Pedro Almeida

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Deus é Deus e Será Sempre Deus


E aconteceu que, indo eles pelo caminho, lhe disse um: Senhor, seguir-te-ei para onde quer que fores. E disse-lhe Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça. E disse a outro: Segue-me. Mas ele respondeu: Senhor, deixa que primeiro eu vá a enterrar meu pai. Mas Jesus lhe observou: Deixa aos mortos o enterrar os seus mortos; porém tu vai e anuncia o reino de Deus. Disse também outro: Senhor, eu te seguirei, mas deixa-me despedir primeiro dos que estão em minha casa. E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus. 
(Lucas 9:57-62) 

Tem um trecho da música "Deus é Deus" de Delino Marçal que diz: "Não o adoro pelo que Ele faz Eu o adoro pelo que Ele é Haja o que houver, sempre será Deus Se Deus fizer, Ele é Deus Se não fizer, Ele é Deus Se a porta abrir, Ele é Deus Mas se fechar, continua sendo Deus" 

Infelizmente nem todas as pessoas têm essa visão, na realidade as pessoas estão muito mais interessadas no que Deus pode fazer por cada um individualmente, do que o que ele pode ser na vida de cada um. 

No versículo 57 do capitulo 9 de Lucas, temos um homem que se propõe a seguir a Jesus, mas, o mestre conhecia o coração daquele homem, Ele sabia que o interesse daquele cidadão, o que motivava ele a querer segui-lo, não era o engrandecimento do reino de Deus, aquele homem via em Jesus uma possibilidade de que ele viesse a se destacar politicamente no meio da sociedade. 

A resposta do mestre deixa isso bem claro, ele diz:"As raposas têm covis, e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça." As Raposas aqui, eram os Herodianos, uma facção politica formada por Judeus nacionalistas que pretendiam lutar pela independência do jugo Romano, e por usarem táticas sorrateiras de combate(armadilhas), eram conhecidos como "Raposas". 

Quando Jesus se refere as "Aves dos Céus" , devemos nos lembrar que o simbolo do Império Romano era a Águia, e como se Jesus dissesse aquele homem: " Se você procura destaque politico, você veio ao lugar errado, pois não tenho nem onde reclinar a cabeça". 

 Isso nos leve a refletir sobre o que tem nos motivado a querer ser um seguidor de Jesus Cristo, pois muitas têm sido as motivações que tem levado as pessoas aos templos religiosos cristãos, mas também, muitas têm sido as motivações erradas que tem conduzido as pessoas aos templos. 

Geralmente as motivações são materialistas, o buscamos por aquilo que Ele pode nos dá, por aquilo que Ele pode fazer por nós e não pelo que Ele é, só que Jesus deixa bem claro na continuação do texto, que o que deve nos motivar a segui-lo é algo que está além do que os olhos podem ver e Ele faz questão de chamar de 'Reino de Deus". 

E aqueles que querem fazer parte no reino de Deus, não podem viver presos aos acontecimentos desse mundo, por isso devemos entender que, aconteça o que acontecer com a nossa vida, Ele será sempre Deus. 

Que Deus nos abençoe. 

Sebastião Sena

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Jesus Não Vê Diferença, Ele Ama a Todos


A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.(Romanos 10:9-13) 

Vivemos em um mundo de muitas diferenças, onde as pessoas são rotuladas pela sua cor, pela sua aparência, pela sua religião, pelo seu estilo de vida ou muitas outras coisas, é tanto que criamos a famosa frase; " A primeira impressão é a que fica", as vezes basta olhar para uma pessoa e já decidimos que não gostamos dela, ou decidimos ama-la incondicionalmente. 

muitas vezes as Teologias humanas tem tentado apresentar Deus dessa forma, onde Deus olha lá de cima e simplesmente se agrada de alguém e resolve salva-la, ao mesmo tempo que olha para outra pessoa e diz:"Não gostei desse ai, vai para o inferno". Eu sinceramente não sei de onde as pessoas tiraram essa ideia, eu só vejo na Bíblia Sagrada um Deus que se compraz com a salvação de todos, que tem alegria quando um pecador se arrepende e confessa Jesus Cristo como Senhor e Salvador de sua vida, independente de sua etnia, de sua aparência, de sua religião ou seu estilo de vida, ou qualquer outra peculiaridade que venhamos a ter. 

O texto que acabamos de ler e muitos outros da palavra de Deus, deixa bem claro que Deus não faz acepção de pessoas, quando o apostolo Paulo frisa a questão de Judeu ou Grego, devemos nos lembrar que para os Judeus da época, quem não era Judeu era considerado Grego, visto que apesar do domínio Romano, o mundo do Novo Testamento era um mundo helênico, ou seja, antes a salvação era para os Judeus, mas agora, todo aqueles que invocar o nome do Senhor e Jesus Cristo e recebê-lo como Senhor e Salvador de sua vida, será salvo, independente dos rótulos da sociedade. 

Que Deus nos abençoe e nos esclareça. 

Sebastião Sena.

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Eu Quis e Tu Não O Quiseste


Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes eu quis ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! (Mateus 23: 37) 

Eu quis e tu não o quiseste. Há situações quando Deus quer e o homem não quer. A frase reproduz duas vontades em choque. A vontade divina de salvação e a vontade humana de rejeição. 

Os verbos aqui estão no mesmo tempo de conjugação: 

Eu quis (primeira pessoa do singular) - se referindo a toda ação divina na história humana. 

Tu não quiseste (segunda pessoa do singular) - se referindo à rejeição a vontade de Deus. Querer então é uma ação da vontade como certa e não apenas provável.
É por isso então que está no indicativo e não no subjuntivo. 

Nós sabemos que o subjuntivo indica uma probabilidade. Aqui está no indicativo. Eu quis, mas vocês não quiseram. Portanto uma ação certa como realizada e produzida pelo próprio sujeito da ação. 

Não há aqui uma ação diabólica envolvida, não é passivo, vocês não foram manipulados. Foi uma decisão que vocês tomaram. 

É o que Jesus está dizendo a estas pessoas. O que nós encontramos aqui nesse texto é um verdadeiro duelo. Você pode até se espantar e achar que estou igualando Deus aos homens com a expressão “duelo de vontades”. Não é isso, estou dizendo que o homem criado a imagem e semelhança de Deus, mesmo depois da queda. O homem tem o livre arbítrio. 

1 – Deus envia e usa mensageiros humanos pra revelar a sua vontade – a rejeição aos profetas e aos enviados por Deus é associada aqui a rejeição ao próprio Deus. 

Estas ações humanas de personagens da história bíblica enviados por Deus e a reação a estes personagens é aqui indicada como uma reação à própria vontade de Deus. 

II – A vontade de Deus é acolher amorosamente todos os seres humanos – Sem distinção, sem acepção. A bíblia fala que Deus amou o mundo, não apenas alguns escolhidos, mas todos os que existiram, existem e venham a existir. 

- (II Pedro 3: 9) O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento. O que esse texto nos ensina é que todos os que se arrependem são salvos. Isso é verdade, é a mais pura verdade. 

- (I João 2: 2) Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos pecados de todo o mundo. 

- (II Timóteo 2: 3 e 4) Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador, que deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. 

Quantas vezes eu quis... Meu querido e minha querida, Deus quer nos acolher em amor e bondade, cuidar de nós. O que Ele quer pra nossa vida é o melhor. Por isso é que Tiago 1: 17 diz: Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. 

A vontade de Deus pra minha vida não é o pior. Não é um ato de um juiz arbitrário que apenas por capricho quer que eu lhe obedeça. É um ato de bondade. 

Por isso é que João 1: 3 diz: Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados. 

Eles são frutos de amor de desejo de paz, de acolhimento de bondade. Por isso é que vale a pena seguir e obedecer à vontade de Deus. Porque o que Ele quer pra minha vida é o melhor. Tenha isso em seu coração. 

III – Deus abriu mão de impor a Sua vontade deixando o homem livre pra segui-la ou não - Deus colocou a árvore do conhecimento do bem e do mal no Jardim do Éden para dar a Adão e Eva uma escolha: obedecer ou não a Ele. 

- (Gênesis 2:16-17) E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás

Deus criou Adão e Eva para serem seres “livres”, capazes de tomar decisões, capazes de escolher entre o bem e o mal. Para que Adão e Eva fossem verdadeiramente “livres”, deveriam ter uma escolha. Qual era a conseqüência de comer da árvore do bem e do mal? Qual era o principal resultado, senão a morte? E livremente Adão e Eva escolhem não obedecer a Deus. 

- (Deuteronômio 30: 19 e 20) - Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência. 

“Escolhe! Deus criou homens e mulheres livres para fazer suas escolhas.” 

Pedro Almeida

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Que Pensais vós de Cristo?


Dizendo: Que pensais vós do Cristo? De quem é filho? Eles disseram-lhe: De Davi.(Mt 22.42) 

Há uma gama de coisas que consideramos importantes na nossa vida: família, saúde, situação financeira, casamento. Há mais de 2000 anos atrás , Jesus fez essa pergunta a Seus contemporâneos. 

O que eles, entretanto, não sabiam é que essa seria a pergunta mais importante a ser feita a humanidade; é a resposta a ela que irá definir o futuro de cada ser humano. 

Hoje, essa mesma questão continua sendo feita e é incrível o número de pessoas que não sabem quem Jesus Cristo é realmente. Elas tão somente o elevam à categoria de "religião". 

É lamentável aprisionar O Filho de Deus às paredes de igrejas e templos. Um dia, O Senhor dos senhores, Rei dos reis, exercerá Seus direitos e Poderes sobre toda a humanidade; primeiro como Juiz e depois como Soberano. 

 A Bíblia há séculos e séculos revelou esse fato e são muitos os que aguardam a Sua volta. Dia a dia os sinais podem ser percebidos e demonstram o iminente cumprimento das profecias sagradas. Cada dia esta mais perto a realização do Plano de Deus para o homem. 

Quando finalmente Cristo voltar a única coisa que realmente valerá será o fato de como as pessoas O consideram. 

A rejeição e a indiferença determinarão consequências fatais e irremediáveis. Isso tem soado como um conto da carochinha para muita gente, algo inacreditável de aceitar, e a única coisa a fazer será esperar que os eventos confirmem a veracidade da Palavra de Deus. 

O Legado de Adão


Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram. Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado, não havendo lei. No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não tinham pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir. Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa. Porque, se pela ofensa de um morreram muitos, muito mais a graça de Deus, e o dom pela graça, que é de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos. E não foi assim o dom como a ofensa, por um só que pecou. Porque o juízo veio de uma só ofensa, na verdade, para condenação, mas o dom gratuito veio de muitas ofensas para justificação. Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo. Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida. Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos. Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça; Para que, assim como o pecado reinou na morte, também a graça reinasse pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo nosso Senhor. (Romanos 5:12-21) 

Introdução. 

Refletirmos sobre esses dois homens da Bíblia. 

Adão e Cristo deixaram duas heranças. 

Quais? 

1- vejamos a herança que Adão nos deixou: 

A. O pecado Rom 5.12a 

B. A morte Rom 5.12b 

C. Condenação Rom 5.18a 

2- A Herança que Cristo nos deixou: 

A. O perdão, colossensses 2.13 

B. A vida- Rm 6.23 

C. A salvação, Tito 2.11 
Conclusão : 

Podemos perceber o quanto Adão e Cristo, são diferentes. Enquanto um nos traz Pecado, morte e condenação, o outro nos trouxe, perdão, vida e salvação. 

 Louvado Seja Deus. 

Pastor João Batista de Medeiros