segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Compromisso com Deus ou com os Homens?


Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu estás sobre a terra; assim sejam poucas as tuas palavras. Porque, da muita ocupação vêm os sonhos, e a voz do tolo da multidão das palavras. Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos; o que votares, paga-o. Melhor é que não votes do que votares e não cumprires.(Eclesiastes 5:2-5) 

Vivemos o começo de um novo ano e é muito comum nesse período, entre o final do ano e o inicio do novo ano, fazermos uma reflexão avaliativa e ponderamos o que fizemos, o que deveríamos ter feito e agora começamos a planejar o que faremos, ou pelo menos tentaremos fazer no ano que se inicia. 

Assim começam aquelas velhas promessas, cuidar da saúde, ser um profissional melhor, se dedicar mais a família, ser um estudante mais aplicado, parar de enrolar e casar finalmente e por ai vai uma grande lista de promessas que todo inicio de ano as pessoas costumam fazer. 

Quando fazemos promessas a nós mesmos ou a outras pessoas, podemos até não cumpri-las, apesar de que deveríamos, já que empenhamos a nossa palavra, porém se por alguma razão ou mesmo falta de empenho de nossa parte, não cumprimos a promessa, tudo bem, afinal, somos muito esquecidos mesmo, no entanto, gostaria de dizer que devemos ter muito cuidado quando nos comprometemos não diante de nós mesmo ou dos homens, mas diante de Deus, o Deus criador dos céus e da terra, que não é limitado como a gente, e jamais esquece as promessas que fazemos diante dele. 

Resolvemos falar sobre esse assunto porque tem muita gente esquecendo as promessas que fazem diante de Deus, são varias as situações que poderíamos elencar aqui, em que as pessoas ou não entendem ou simplesmente não levam a serio as promessas que fazem diante de Deus

Vamos analisar pelo menos três casos. 

* As igrejas evangélicas costumam fazer a apresentação dos seus filhos, assim como Jesus foi apresentado no templo, e nessa ocasião os pais se comprometem Diante de Deus, e tendo a igreja como testemunha, instruir os seus filhos nos caminhos do senhor, infelizmente muitos negligenciam essa responsabilidade e depois lamentaram as consequências. 

* Um outro exemplo que podemos ver rotineiramente é a questão da disciplina no seio da igreja, geralmente quando as pessoas vão se submeter ao batismo nas igrejas evangélicas, tem uma pergunta que é muito comum ser feita; " Você está disposto a se submeter a disciplina da igreja, caso seja necessário?" e Diante de Deus, todos dizem que sim, mas, quando se faz necessário a correção, poucos aceitam e se submetem e também arcam com as consequências da desobediência. 

* Para finalizar a nossa resumida lista, temos os enlaces matrimoniais, nos quais os noivos Diante de Deus, se comprometem em juras de amor e dedicação eterna, mas em pouco tempo, tudo é esquecido e logo separação e divorcio passam a ser os planos do casal. 

Parece que as pessoas acham que participaram apenas de cerimônias religiosas e dogmáticas, mas elas deveriam lembrar-se que as promessas foram feitas a Deus, diante dele, a igreja, os lideres, são apenas testemunhas do seu compromisso com Deus

Lembre-se do conselho que a palavra de Deus nos dá, "Melhor é que não votes do que votares e não cumprires", quando você faz um voto a Deus, está se comprometendo com ele e você pode até esquecer o que votou ou prometeu, mas ele não, por esta razão tenha muito cuidado ao pronunciar palavras diante Deus, porque Deus não é o homem! 

Que ele nos abençoe e nos dê sabedoria para estarmos em sua presença gloriosa!

Sebastião Sena

Um comentário: